segunda-feira, 24 de setembro de 2012

De repente 30.


É gente, chegou mais rápido do que eu pensava, uma data que parecia distante, porém chegou… Aqui vos fala a mais nova balzaca!

Quando era adolescente, não via a hora de ter 18 anos (burra), queremos a maioridade a qualquer custo, achamos que assim poderemos tudo, "ninguém mais manda em mim"... Depois dos vinte, passou tudo muito rápido, e como queria viver tudo de novo!... Algumas coisas faria diferente, outras não...

Adoro fazer aniversário, festa, bagunça, estar próxima dos que amam de verdade, um motivo a mais para ser paparicada, sou libriana e sou bem dessas! Porém, sempre pensei "30 anos, fudeu ferrou!", pressão, tô ficando velha, medinho... mas até que não! Hoje, com 30 anos finalmente não troco eles por nada! Acho que tudo isso se deve ao fato de ter aproveitado cada ano da minha idade como deve ser, sem pular etapas e histórias.

Saio da casa dos vinte feliz, com história pra contar, já fui caseira, festeira, boêmia (ops wait), me casei aos 24, me formei com louvor aos 26, pós graduei com 27, fui mãe aos 28... Tudo bem que ainda não plantei uma árvore e nem escrevi um livro (post's do blog servem?), mas não poderia estar mais feliz com a minha vida e muito agradecida com isso... Fiz bastante coisas antes dos 30, talvez seja por isso que não tive nenhuma crise existencial, ou coisa do tipo.

Se tem duas datas no ano em que fico extremamente saudosa e reflexiva, uma é na época do Natal e outra é no meu aniversário!

No meu dia eu preciso agradecer algumas pessoas, por fazerem a minha vida ser mais divertida:

- Beijo pra minha família, sempre perto, me apoiando e amando no que for!
- Marido, pela paciência de ter sido meu amor, amigo e companheiro em boa parte dos meus vinte.
- Aos meu amigos de verdade, que sempre estão por perto, em risos e choros, em alegrias e tristezas, e histórias pra contar, eu amo vocês!

E preciso dizer que ao longo dos meus 30 anos…
Eu aprendi a me amar mais, porque quando você se ama, é mais fácil alguém te amar.
Eu aprendi a valorizar mais as minhas conquistas.
Eu aprendi que decepções fazem parte da vida, e que isso te faz mais forte.
Eu aprendi a valorizar meus poucos e verdadeiros amigos.
Eu aprendi que realmente você é o que você come. rsrs
Eu ainda estou aprendendo que nem sempre as coisas vão no ritmo que eu espero, mas é assim pra todo mundo. Ainda estou lutando contra a minha ansiedade,
Eu estou aprendendo a cantar mais, para os males espantar.
E o mais importante: eu aprendi, que eu ainda tenho muita coisa para aprender. MUITA!

Obrigada a todas as mensagens que venho recebendo ao longo do dia, seja por aqui, Face, MSN, SMS, vocês não fazem idéia do quanto isso aquece meu dia! Obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário